Feeds:
Posts
Comments

E quando se achava que não tinha mais espaço para um sucesso fulminante em redes sociais eis que entra em cena o Pinterest. Uma rede social para colecionar. Colecionar conteúdo que considere importante para você ou para seus amigos.  A proposta do Pinterest é “fixar” todo tipo de conteúdo em boardsvisuais. O uso varia de acordo com a vontade de cada um: você pode guardar referências, artigos para ler mais tarde, fazer listas de compras, itens para casa, organizar eventos, livros que deseja ler, etc.

Baseada em um modelo de negócios já conhecido – ganho de comissão a partir da geração de tráfego e vendas para sites destino – a empresa mostra que veio para ser lucrativa e seus investidores apostarem mais 37 Milhões desde outubro de 2011.

O número de usuários ultrapassa os 10 milhões de o trafego gerado é maior que o Twitter, MySpace, Google+ e LinkedIn JUNTOS. E ainda dizem que é brincadeira de mulherzinha. =]

A startup possui apenas 16 funcionários. Isso é que é ser lean!

Para participar, basta acessar o site Pinterest.com e solicitar um convite, é necessário ainda fazer o login com o Twitter e Facebook.

Tutorial do TechTudo

Advertisements

#curti este inforgráfico. Apresenta dados recentes (dez 2012) e interessantes do Facebook Brasil! Enjoy! 🙂

Este é apenas mais um infográfico sobre a Internet no Brasil. Muitos dados já conhecidos, como o interesse pelas redes sociais, mas algumas novidades – que tem passado um pouco notadas, como a redução do acesso via lanhouses, e incremento do acesso via 3G, o que vai exigir cuidado e sites leves – quem já usou este tipo de acesso sabe do que estou falando!

Os dados são do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br) e batem com os que temos visto da comScore.

O que mais se espera em marketing hoje é fazer com que ideais sejam tão contagiantes que não possam ser controladas.

A Coca-Cola, que sempre nos divertiu com seus maravilhosos comerciais, decidiu sair da “excelência criativa” para “excelência em conteúdo” conforme migrou para a era da “tecnologia distribuída” que privilegia e prove mais conectividade entre os usuários e empodera os consumidores de uma forma nunca antes vista.

“Tecnologia Distribuída” é um termo de social media que significa que conteúdo e idéias sejam disseminados através do poder do compartilhamento e auto-publicação (qualquer um pode publicar/ compartilhar).

Esta descrição demonstra uma alternativa ao marketing tradicional, que sempre significou interrupções e comunicação de uma via – apenas em sua direção. A tecnologia nos permite interromper a qualquer momento a comunicação e inclusive interagir.

Por isso a Coca-Cola decidiu que é hora de criar um “Conteúdo Líquido”. Eles entendem que o futuro do conteúdo é relevância e “substância” e só assim conseguirão engajamento e conversas com a marca. É assim que esperam ter sucesso atraindo consumidores e deixando que eles façam parte do trabalho de propagação.

Veja como estão se preparando para em 2020 serem ainda mais relevantes em um mundo cada vez mais líquido:

Muitas vezes queremos usar em nossas soluções a última das últimas novidades. Mas será que vale a pena? O estudo abaixo é americano, ou seja, um mercado mais maduro que  o nosso , e mesmo assim encontrou surpresas interessantes no uso do QR Code. Vejam só:

  • Para maioria das pessoas o nome “QR code” não é familiar, ou seja, 79% dos consumidores nunca ouviram falar. Porém quando se trata da imagem, 81% dos entrevistados dizem já terem visto.
  • O código se revelou efetivo para metade dos entrevistados, sendo que 50% deles afirmam já ter digitalizado algum. Entre essa metade de consumidores que já digitalizaram o código, 18% dizem que realizaram uma compra com o conteúdo oferecido pelo QR code.
  • Outros pontos importantes revelados foram que 70% dos consumidores afirmam que a digitalização é uma ação fácil e 41% consideram os códigos ferramentas úteis. As razões para a digitalização são muitas, porém as mais citadas foram a curiosidade com 46% dos entrevistados e a procura por mais informações com 41%.

O estudo está disponível para download (após o cadastro) aqui.

Abraços e boa semana a todos.
Letícia

Depois de uma bem sucedida primeira edição, me animei. E já estamos a pleno vapor para a segunda edição do Conexões Digitais, que nesta edição trará o tema: Como a gamificação pode alavancar seus resultados e acontecerá em 04/fevereiro no auditório da FACHA.

Conexões Digitais é um evento gratuito para a apresentação de casos de sucesso e conceitos inovadores. É também uma oportunidade para networking relevante. Conta com a participação dos principais nomes do mercado brasileiro de Internet.

Nasceu do desejo de dar vez e voz ao mercado do Rio e permitir aproximação com pessoas que gostam e querem falar de internet e tudo mais que orbita este tema.  Deu certo! 🙂
Data: 04 de Fevereiro (Sábado) às 09:00h
Local: Auditório da FACHA (Rua Muniz Barreto, 51 – Botafogo)
Confirme sua presença: http://bit.ly/o69bSc
Entrada Gratuita, mas vagas limitadas !!!

PALESTRAS:
:: Essa tal de Gamificação: O que é, para quê veio e porquê você deve se importar.
Por Thiago Fontes (@ThiagoFontes).

Thiago Fontes é sociólogo, formado e mestrado pela University of Surrey (UK), Thiago tem 10 anos de experiência com inovação e design estratégico, na Europa e no Brasil. Empreendendo desde 2009, foi co-fundador da plataforma de financiamento colaborativo movere.me e desde 2011 se dedica à Kioos (@Kioos).

:: Gamification, muito além de pontos e medalhas.
Por Cayo Medeiros (@yogodoshi)

Gamificação não é tão simples quanto parece. Aprenda como aplicar gamificação da maneira correta em qualquer produto ou serviço através de princípios de game design, cases e fails.

Cayo Medeiros, é desenvolvedor front-end com foco em UX, formado em Design Gráfico Digital, agora está se tornando empreendedor ao fundar o Estou Jogando (www.estoujogando.com.br), uma rede social para gamers baseada em crowdsourcing e gamificação.

:: Gamification como ferramenta de branding para négocios.
Por Marcel Cohn (@MarcelmCohn).

Como a gamificação pode ser utilizada para alavancar novos negócios e ser um grande captador de publicidade e engajamento com seu público-alvo.

Marcel Cohn é especialista em Marketing e Comunicação Digital participando ativamente na construção do cenário de serviços online baseados em geolocalização no país. À frente de diversos projetos na área digital, palestrante de eventos como Rio Info e Encontro ESPM de Comunicação e Marketing, atualmente desenvolve estratégias para empresas aplicando a gamificação como elemento facilitador e agregador nos negócios.

:: Olá criatura de mil faces!  Em que time você joga, no jogo da vida?
Por Graça Taguti (@uhuh)

 O perfil do ser humano hoje:  o que ele quer, como age e  como se relaciona nas jogadas do cotidiano.

Graça Taguti é Jornalista, Publicitária, Palestrante, Mestre em Comunicação (em Novas Tecnologias da Comunicação e Cultura) pela UERJ e professora de Criação Publicitária,  Mídias Digitais, entre outras.

Acompanhe pelo Facebook: www.facebook.com/conexoesdigitais

>> Veja como foi a Primeira Edição do Conexões Digitais: Crowd – o poder das Multidões 

Tudo bem que o vídeo é o anúncio de um livro. Mas contém dicas rapidinhas de como começar a inovar em três passos. São só dois minutos – mesmo:

Identifique os sinais que indicam a necessidade de mudança.

Crie um cenário: o que acontecerá se você não mudar?

Análise pre-mortem: escreva uma carta para você mesmo. Imagine-se daqui a cinco anos e liste tudo o que deu errado e o porquê. Simples, não?

O vídeo ainda tem um exemplo para ilustrar. Mas se eu contar vocês não vão precisar assistir.  🙂 http://www.innosight.com/innovation-resources/the-innovators-paradox.cfm